Rogerio Lauda

Formação - participação em cursos e oficinas

2000
Oficina Teatro Fórum para Atores e Diretores com Augusto Boal – Usina do Gazômetro.

1991
Workshop para Atores e Diretores, com Luiz Otávio Burnier do Grupo LUME - Campinas/SP.

1990
Oficina de Máscaras, com Isabella Lacerda e Oficina de Experimentação e Pesquisa Cênica na Terreira da Tribo.

1980 /1982
Curso de Instrumentos na UFRGS

1977/1982
Jornalismo na UFRGS

1975
- Teoria e Solfejo Escola da OSPA e Violão Clássico Faculdade Palestrina.
- Programa Mister Lee - Rádio Continental", com duas músicas gravadas.

Atuação como ministrante de oficinas

2004
Oficina de Expressão Vocal/Corporal no Presídio Feminino Madre Peletier Porto Alegre.

1998/1999
Atua como ministrante de Oficinas de Música no Campo da Tuca – Região Partenon, no Projeto de Descentralização da Cultura da Secretaria Municipal de Porto Alegre.

1996
Oficina de Expressão Vocal/Corporal na Oficina de Teatro da Restinga e na Oficina de Teatro da Vila Santa Rosa.

1997
Oficina de Expressão Vocal/Corporal na Terreira da Tribo.

Trabalhos realizados - Teatro de Rua

2009
"A Caravana da Ilusão" texto de Alcione Araújo pelo Povo da Rua-teatrodegrupo- direção musical, trilha sonora e atuação. Direção Cênica Fernando Kike Barbosa.

2006
"REVOLUÇÃO DOS BICHOS" como ator e músico e responsável pela adaptação de texto, roteiro e criação musical.Prêmio de Melhor Espetáculo no Festival Isnard Azevedo 2007 Florianópolis SC

2004
"MORTE E VIDA SEVERINA", do Grupo Homem da Rede, como ator e músico e responsável pela adaptação de texto, roteiro e criação musical.

2003
"PEDRO MALAZARTES DA SILVA", do POVO DA RUA – teatrodegrupo, como ator e músico e responsável pela adaptação de texto, roteiro e criação musical.

2002
"O MISTÉRIO DAS QUATRO CHAVES – UMA BRINCADEIRA ESPETÁCULO", do POVO DA RUA – teatrodegrupo, como ator e músico.

2001
"O SOL NASCEU PRA TOLDOS" como ator e músico.

1999
"OS 7 PECADOS DO CAPITAL", do POVO DA RUA – Teatro de Grupo, como ator e músico e responsável pela criação de texto, roteiro e músicas.

1997
"A HEROÍNA DE PINDAÍBA" adaptação do Ói Nóis Aqui Traveiz como ator, músico e responsável pela criação e direção musical.

1995/1997
"INDEPENDÊNCIA OU MORTE" criação coletiva no Ói Nóis Aqui Traveiz como ator, músico e responsável pela criação, direção musical e roteiro original.

1993/1996
"SE NÃO TEM PÃO, COMAM BOLO!" criação coletiva no Ói Nóis Aqui Traveiz como ator, músico e responsável pela criação, direção musical e roteiro original.

1992/1996
"OS TRÊS CAMINHOS PERCORRIDOS POR HONÓRIO DOS ANJOS E DOS DIABOS", adaptação do Ói Nóis Aqui Traveiz como ator, músico e responsável pela criação e direção musical.

1991/1994
"Deus Ajuda os Bão", adaptação livre com o Ói Nóis Aqui Traveiz como ator, músico e responsável pela criação e direção musical.

Teatro de Sala

2006
"A CIRANDA DOS ORIXÁS", do POVO DA RUA, como ator e músico e responsável pela direção, roteiro e criação musical.

2005
"CARTAS DE NÁUFRAGO", como diretor, ator e músico, concepção de roteiro e texto e criação musical.

2004
"Quoriosas QOMÉDIAS"- Qorpo Santo - Depósito de Teatro, criação da trilha sonora, indicação Prêmio Açoriano.

2003
"Rita Maloca" Sambas do Coração direção de Clarice Nejar criação e atuação.

2002
"O AUTO DA COMPADECIDA" de Ariano Suasuna, com o Depósito de Teatro na criação e execução musical. Troféu Açorianos de melhor trilha sonora 2002.

1997
"A Morte e a Donzela" de Ariel Dorfman, com o Ói Nóis Aqui Traveiz na criação e execução musical. Indicado para melhor trilha sonora - Açorianos.

1992/1995
"Missa para Atores e Público Sobre a Paixão e o Nascimento do Dr. Fausto de Acordo com o Espírito de Nosso Tempo", criação coletiva sobre a obra de Goethe, dentro do Projeto Pesquisa - Raízes do Teatro do Ói Nóis Aqui Traveiz, participando como ator e na criação e execução musical.

1996
- "Que Se Passa Tchê?", texto de Carlos Carvalho pela Oficina de Teatro na Restinga, na criação e direção musical.
- "Que Tragédia é Essa Que Cai Sobre Todos Nós?" do Grupo ResgatArte da Oficina de Teatro na Vila Santa Rosa, na criação e direção musical.

1990/1991
"Antígona - Ritos de Paixão e Morte", criação coletiva do Ói Nóis..., dentro do Projeto Pesquisa - Raízes do Teatro, participou como assistente de cena.

1987
- "A Gata Borralheira" criação e direção musical. Indicado para melhor trilha sonora, Troféu Tibicuera.
- "Paisagem Rosa Chumbo" espetáculo musical, atuou como intérprete e compositor.

1986
- "Sapo Vira Rei, Vira Sapo" como ator.
- "Dom Quixote e Dulcinéia" como ator e músico. Indicado para melhor ator coadjuvante - Troféu Açorianos.

1985
- "O Assassinato do Crítico Teatral" do Grupo Face Carretos, como ator e músico.
- "Seu Comissário Tem Criança no Cenário" do Grupo Doce Adrenalina, como ator.

1984
- "Guernica" de Fernando Arrabal, como ator.
- "Calabar" de Chico Buarque e Ruy Guerra, como ator.
- "Luas Douradas" espetáculo musical, como compositor e interprete.

1983
- "A Mãe" de João Castanha, como ator.
- "Viajando e Sonhando" de João Castanha, como ator.

1981
"Papel, Papel, Papelada" de Júlio Saraiva, como ator e músico. Participou do Festival Internacional de Bonecos em Vitória - ES.

1980
"Rango" de Edgar Vásques, como ator.

1979
"Cadê o Osso de Minha Sopa?" de Júlio Saraiva e Fernando Zimpek, como ator e manipulador de boneco. Prêmio Tibicuera de melhor espe