Pedro Malazartes da Silva

Sinopse

Pedro Malazartes guarda em si elementos de uma alma que nós, brasileiros em geral, temos em comum. Histórias e lendas, formas e retóricas da poesia popular, loas de cantadores, instrumentos, personagens canhestros, gestos, passos de dança em trânsito perene e contínuo, o dionisíaco, a festa, o ritual, justapostos à ordem, à clareza, à austeridade e em certa medida à lei, deste Brasil que é uma grande e variada feira onde dois cantadores-contadores de histórias escolhem, entre Macunaíma, João Grilo, Sacy, Alejadinho e outros, o herói-mito do dia. Pedro Malazartes.

Após a apresentação do herói na feira, sua verdadeira história toma conta da cena: Pedro nasce da Mãe-terra e passa a viver diversas aventuras até defrontar-se com o Gigante – símbolo do poder que oprime os mais humildes e desfavorecidos. Inspirado pelo amor de Joaninha, enfrenta o Gigante, deixando-o ferido. Abençoado por Oxalá, Pedro parte para a cidade deixando a amada, onde enfrentará um novo gigante, agora em sua forma mais elaborada e sutil.E para isso, ele que "sabe nadar no rio", deverá mergulhar no mar. O gigante desta vez é um grande mágico que com ilusões em programas de auditório arrecada muito dinheiro das pessoas, "realizando" seus sonhos.

Pedro enfim cai no oco do mundo deixando a continuação de seu sonho em Joaninha grávida. Ela carrega o estandarte da esperançados Pedros: serem donos daquilo que legitimamente nos pertence. O Brasil, com seus vinte sete estados.

"Sou gaúcho, capixaba

Cearense, potiguar

Paulista, pernabucano

Pantaneiro e baiano

Sou do sul e sou do norte

Sou de todo o país

Eu sou Pedro Malazarte

Meu destino é ser feliz!"